A maioria dos candidatos a emprego com quem falo se mostra confusa, frustrada e sente necessidade de adaptar seu currículo a cada nova vaga que surge. Isso lhe parece familiar?

 

Você gastou horas (ou investiu um bom dinheiro) para criar o currículo perfeito. Então, encontra uma vaga para a qual se sente muito qualificado. Na sequência, perde meia hora carregando as informações no sistema da empresa e…. nada acontece.

 

Provavelmente, você foi ocultado pelo sistema de rastreamento de candidatos (ATS) ou a vaga já foi preenchida por alguém de outro departamento da própria empresa ou por um candidato indicado.

Embora os números variem, um artigo da empresa de software e dados PayScale, revelou que cerca de 80% das vagas são preenchidas por meio de referência interna.

 

Quando você está se candidatando a empregos online, esse é o grande desafio. Existem centenas, senão milhares, de pessoas tentando as mesmas posições.

Frequentemente, um dos principais problemas que os candidatos a emprego experientes enfrentam é que eles lidam com suposições antigas, usando uma estrutura ou entendimento que funcionou no passado, mas não evoluiu e se modernizou conforme as mudanças no mercado de trabalho.

 

Veja a seguir, algumas dicas de como melhorar seu currículo:

1. Personalize o título

O título é a primeira coisa que um recrutador vê ao examinar o seu currículo. Por isso, não é apenas importante que ele se destaque, mas também que esteja intimamente alinhado ao público-alvo.

O primeiro item que deve ser incluído no título é o cargo almejado – e não aquele que você tem. Isso alerta rapidamente o responsável pelo RH sobre suas intenções e impede que você ignorado. Isso também é altamente eficiente nos casos do rastreamento ATS.

Agora que você adicionou o título, inclua as três principais palavras-chave de habilidade (alinhadas com a vaga).

Por exemplo: Gerente de Marketing | Mapeamento da Jornada do Cliente | Transformação da Experiência do Cliente | Excelência na Integração

2. Descreva com eficácia suas habilidades

O campo reservado para competências é um ótimo lugar para concentrar os esforços de personalização, não apenas para garantir que as palavras-chave corretas sejam representadas, mas também que elas sejam agrupadas e priorizadas de acordo com seu objetivo.

 

Um dos motivos pelos quais dividimos as informações dos currículos em partes digeríveis e seções estruturadas é ajudar a organizá-las, removendo obstáculos.

Agrupar habilidades e avaliar seus principais pontos fortes no canto superior direito, para onde os olhos do recrutador vão naturalmente, é uma ótima maneira de aumentar sua relevância.

3. Alinhe sua experiência e realizações com a função

Reordenar os bullets para priorizar aqueles que estão mais alinhados ao anúncio de emprego também é uma ótima maneira de tornar seu currículo mais impactante.

Além disso, reunir palavras-chave ajuda muito. Se você estiver tendo problemas para identificar quais são as mais importantes, tente copiá-las e colá-las em um bolo de várias palavras. As maiores são as mais relevantes.

Em seguida, analise cuidadosamente seu currículo para identificar oportunidades de fornecer exemplos contextuais e quantificados de como você demonstra os domínios que citou.

4. Priorize posições

Todo esse processo de personalização deve levar 30 minutos ou menos, mas é essencial que você faça isso para maximizar a eficácia da sua busca.

Qualquer trabalho que se adeque a você e seja semelhante ao seu histórico deve receber um olhar cuidadoso. Use todas as etapas descritas acima para ter certeza de que seu currículo reflete a função o mais fielmente possível.

Além disso, gaste algum tempo dando uma olhada nas redes sociais e faça investigações na internet. Se chegar à conclusão de que será algo do tipo “mandar para ver o que acontece”, gaste seu tempo com outras vagas.

5. Não dependa exclusivamente de sites online

Lembre-se de que, por melhor que seja o seu currículo, existem milhares de outras pessoas competindo com você pela mesma posição. A probabilidade de que elas simplesmente tenham mais qualificações é alta, então você precisa pensar fora da caixa. Networking não significa apenas contar com as pessoas que você já conhece.

Normalmente, as pessoas dependem de recrutadores com quem trabalharam, amigos, familiares e colegas atuais/anteriores. Isso é ótimo, mas não é o suficiente!

Seja estratégico: concentre-se nos gerentes de recursos humanos das empresas nas quais deseja trabalhar. Peça conselhos e recomendações, não empregos ou entrevistas. É a natureza humana básica e funciona.

Comece criando uma estratégia para a abordagem. Pesquise no LinkedIn ou em outra rede contatos em funções de contratação em suas empresas-alvo. Você pode enviar algo assim: “Olá. [Nome] sugeriu que eu entrasse em contato com você como um contato em potencial com experiência em [campo]. Espero que você não se importe com isso! Um [cargo/função] com [número] de anos de experiência [no setor], estou realmente interessado em aprender sobre [algo que você sabe sobre o contato ou a empresa] e adoraria saber mais sobre sua jornada. Podemos conversar rapidamente?”.

 

FONTE: https://forbes.com.br/carreira/2021/02/5-passos-para-potencializar-o-seu-curriculo/