Vagas de TI em todo Brasil

COMPARTILHE!
Vagas de TI em todo Brasil



O que veremos neste artigo

Você sabe por que há tanta oferta de vagas de TI hoje em dia? Vamos te mostrar aqui


Você sabe por que há tanta oferta de vagas de TI hoje em dia? Entenda a importância desse mercado e veja quais são os nichos que estão em alta na Informática.

Mercado de TI

O mercado de Tecnologia da Informação é um dos que mais cresceu nos últimos anos. Não é exagero dizer que, atualmente, essa é uma das áreas mais promissoras em termos de profissão.

A supervalorização da área e a enorme oferta de vagas de TI ocorrem principalmente pela falta de formação de profissionais e especialistas no mercado. Então, há um enorme déficit de mão de obra qualificada para atuar no segmento. 

A carreira de especialista em TI é uma das mais importantes hoje em dia porque ela é responsável pelo desenvolvimento de sistemas cotidianos e pela segurança de informação dos dados pessoais e corporativos. 

Em uma sociedade cada vez mais tecnológica e interconectada, é fácil compreender a relevância da Tecnologia da Informação. 

Pesquisa recente da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação detectou em 2020 que até 2024 o Brasil precisava formar mais de 400 mil profissionais na área. No entanto, nosso país forma cerca de 50 mil profissionais qualificados por ano.

Por que há tanto déficit de mão de obra para ocupar vagas de TI no Brasil?

As vagas de TI aumentam todos os meses sem que haja uma quantidade de profissionais capacitados para assumi-las. Ou seja, a demanda é maior que a oferta de força de trabalho. 

Essa tendência tende a continuar porque os processos institucionais são cada vez mais modernizados. Assim, se antes as empresas de tecnologia eram as principais recrutadoras, hoje em dia, empresas de diferentes segmentos necessitam de profissionais de TI. 

Muitas vezes, as empresas oferecem salários altos e benefícios vantajosos para atrair profissionais. Isso porque a desvalorização salarial e jornada de trabalho exaustiva é outro motivo que impede que todas as vagas de TI sejam preenchidas. 

Assim, há um número grande de profissionais especializados que prefere prestar serviços de forma remota ou se mudar para Europa ou América do Norte para ter mais qualidade de vida e melhor remuneração.  

Pouco interesse pela carreira

Apesar de ser uma das áreas que mais cresce no país e oferecer salários mais altos do que a maioria das profissões, o mercado nacional enfrenta dificuldades para atrair jovens para TI.

Isso ocorre por uma série de razões, como por exemplo, baixa oferta de qualificação acessível e pouco acesso a recursos tecnológicos. Por isso, essa é uma das áreas que mais deve receber fomentos educacionais e investimentos nos próximos anos.

É preciso fazer com que os jovens se interessem pela carreira antes de fazerem sua escolha profissional. Até lá, contudo, o Brasil ainda seguirá tendo problemas em relação à demanda e oferta na ocupação de vagas de TI. 

Quais são as vagas de TI que mais estão em alta no mercado?

A digitalização das empresas se tornou ainda mais acelerada a partir da pandemia de Covid-19, por conta da necessidade de implementar o trabalho remoto. Isso fez com que a oferta de vagas em algumas carreiras de TI disparasse. Confira quais nichos seguem em alta.

Infraestrutura de TI

Esses profissionais são responsáveis por manter e operar toda a estrutura tecnológica das organizações, sejam elas públicas ou privadas. Assim, atuam na manutenção e gestão de hardwares, redes e softwares.

Não é obrigatório ter graduação para atuação nessa área. No entanto, é necessário comprovar o conhecimento das ferramentas operacionais como bancos de dados e conhecimentos em linguagens de programação, como Python e Java.

O salário inicial de um analista de infraestrutura júnior se aproxima dos R$ 4 mil reais, sem contar os benefícios. 

Desenvolvimento de software

Uma das vagas de TI com maior demanda. É a área responsável pela criação das ferramentas que usamos na internet e nos computadores em geral. Os profissionais desse nicho podem ser desenvolvedores front-end, back-end ou mobile. 

O desenvolvedor front-end é aquele que trabalha com as partes visuais em um site ou aplicativo, que tem interação direta com o usuário. 

Já o back-end atua na parte que o usuário não vê, como banco de dados de produtos. O profissional mobile se volta especificamente para o desenvolvimento de programas para celulares. 

Apesar de ser recomendado cursar a graduação em Análise de Sistemas ou Ciências da Computação, há muitos profissionais que aprenderam sozinhos ou em cursos livres sobre as linguagens de programação necessárias para desenvolver softwares.

Os salários iniciais para desenvolvedor back-end júnior se aproxima de R$ 4800 enquanto que um front-end ou mobile júnior pode iniciar com um salário de R$ 5500. 

Ciência de Dados

Recentemente, a oferta de vagas de TI para pessoas especializadas em ciência de dados está com uma alta demanda. Só em 2021, o número de vagas nessa carreira cresceu 500%. 

O cientista de dados é o profissional responsável por transformar os dados em modelo de aprendizagem de máquinas ou como base para a criação de modelos estatísticos.

Já o analista de dados transforma os dados em informação, em formato de relatórios. Também pode atuar no tratamento e erradicação de dados. O engenheiro de dados atua de forma ainda mais focada na limpeza e tratamento da informação.

Em todos os casos, é necessário conhecer linguagens de programação e saber manejar bem planilhas e bancos de dados. 

Para seguir essa carreira, a pessoa pode fazer o curso de Ciências da Computação ou de Ciências ou Engenharia de Dados. A oferta desses últimos é mais recente no meio acadêmico. 

O salário inicial nessas áreas parte de R$ 4500, sendo que a média salarial costuma ultrapassar R$ 6 mil. Há analistas que já iniciam seu trabalho com ganhos superiores a R$ 5 mil. 

Segurança da Informação

Uma das áreas mais importantes porque é o setor que cuida da proteção das informações e dados sigilosos de empresas e organizações. De forma simples, esses profissionais atuam para evitar ataques de hackers.

Não há necessidade obrigatória de graduação, mas é fundamental ter conhecimento de linguagens de programação, operação de bancos de dados e protocolos de segurança.

Um analista de segurança da informação júnior pode receber um salário inicial superior a R$ 5 mil.

A demanda para ocupação de vagas de TI deve seguir em alta nessa década. Portanto, essa é uma carreira extremamente promissora para quem deseja mudar de profissão ou iniciar sua vida profissional.



Candidate-se Também


Sobre o autor

Gisele Mendes - Marketing - Divulga Vagas
Gisele Mendes

Marketing - Divulga Vagas
 www.divulgavagas.com.br




Scroll to Top

PUBLICIDADE