Qual emprego ganha mais

COMPARTILHE!
Qual emprego ganha mais



O que veremos neste artigo

Você sabe qual emprego ganha mais atualmente? Quais são as áreas e profissões mais promissoras para os próximos anos?

Você sabe qual emprego ganha mais atualmente? Quais são as áreas e profissões mais promissoras para os próximos anos? Qual é a sua média de remuneração? Saiba mais neste artigo. 

Devo buscar qual emprego ganha mais ou seguir minha paixão?

Por conta da divulgação dos resultados do ENEM e inscrição no SISU, o início do ano sempre é uma época na qual muitos jovens se fazem essa pergunta. Afinal, é melhor buscar estabilidade financeira ou fazer aquilo que gosta?

 

Obviamente, em um mundo ideal, o melhor é buscar conciliar as suas áreas de interesse com profissões que ofereçam boas perspectivas de emprego. No entanto, nem sempre essas coisas estão conciliadas.

 

Ao mesmo tempo, ter a alta remuneração como única motivação para entrar em uma profissão é uma escolha que pode trazer frustração e insatisfação no futuro. 

 

Sem contar que, as escolhas profissionais não precisam ser definitivas. É cada vez mais comum as pessoas mudarem de carreira ou até mesmo terem seguido caminhos muito diversos ao longo da vida. 

 

De modo geral, saber como está o mercado de trabalho é importante. Isso vale tanto para quem vai começar uma faculdade quanto para quem pensa em mudar de carreira. 

 

Assim, veja quais são as profissões que pagam mais no Brasil atualmente e veja se você tem interesse e aptidão por alguma dessas áreas.

Qual emprego ganha mais no Brasil nas áreas tradicionais?

Medicina

A alta concorrência por vagas na faculdade de medicina também se explica pelo fato da profissão se manter há décadas no topo da lista de melhores remunerações.

 

Quanto maior a especialização e a experiência, maiores serão os salários. A média nacional para o salário de um médio supera os R$ 8 mil. Um médico cirurgião ganha, em média, R$ 16 mil. 

 

E essas cifras podem ser ainda maiores conforme a área de atuação, a cartela de clientes, a quantidade de locais onde trabalha e o valor da hora de trabalho do profissional. 

Engenharia

Outra carreira que segue valorizada no país, com boas médias salariais. O salário nacional médio de um engenheiro é de R$ 6 mil, sendo que especializações também agregam no valor final.

 

Um engenheiro que atua no ramo de petróleo e gás, por exemplo, costuma ter salários médios acima de R$ 15 mil. A remuneração de cargos de direção na área de engenharia, por sua vez, ultrapassa os R$ 50 mil. 

Tecnologia da Informação

Essa é uma das áreas que mais apresentou crescimento nos últimos anos. Atualmente, a área de TI já é popularmente reconhecida como um segmento de altos salários, que muitas vezes ainda oferecem a possibilidade de trabalhar de modo home office. 

 

Um Analista de Sistemas que esteja iniciando na profissão tem uma média salarial de R$ 3,5 mil, que pode dobrar de valor com alguns de carreira. Os cargos de gestão no mercado de tecnologia podem ultrapassar os R$ 50 mil. 

Direito

A carreira jurídica atrai muitas pessoas por ser um segmento que costuma ter uma valorização progressiva na carreira, além de diversas oportunidades de trabalho. 

 

Contudo, para ganhar um alto rendimento como advogado é necessário se especializar em alguma área com boa demanda e possuir muitos anos de experiência. Algumas áreas que oferecem melhor remuneração na advocacia são Direito Empresarial, Tributário e Internacional.

 

Além disso, os cargos no serviço público são outro forte atrativo para quem é do Direito. Os concursos possuem uma alta exigência e são bastante concorridos, mas oferecem remunerações iniciais que superam os R$ 20 mil. 

Marketing

Os profissionais da área de Marketing são cada vez mais valorizados, especialmente aqueles que trabalham com Marketing Digital. É uma área que deve seguir aquecida nos próximos anos, o que se reflete nos salários. 

 

Um Gerente de Marketing com experiência possui salário médio de R$ 4,5 mil. O mesmo ocorre com profissionais especializados em determinados segmentos, como gestão de tráfego, SEO ou consultorias.

 

Outra possibilidade dessa carreira é empreender, de modo a criar sua própria marca pessoal para a divulgação desses serviços. Muitos brasileiros conseguem faturar centenas de milhares de reais anualmente trabalhando dessa forma. 

Recursos Humanos

Profissionais da área de RH têm um papel cada vez mais estratégico e especializado no mundo corporativo. Por isso, um Gerente de Desenvolvimento de RH tem uma remuneração média de R$ 8,6 mil. 

 

Já os recrutadores especializados em tecnologia, área que continuará em alta na próxima década, podem ganhar salários até superiores a esse. 

Administração e Finanças

A atuação dessas duas áreas no exercício de diferentes funções faz com que alguns profissionais que possuem essa formação sejam muito bem remunerados.

 

Os principais são os cargos que já possuem algum nível de experiência e especialização. Um Supervisor Administrativo, por exemplo, ganha em média R$ 5 mil.

 

Já a área de finanças oferece ainda mais possibilidades, especialmente para quem tem interesse em trabalhar com mercado financeiro e investimentos. Os ganhos superam os dois dígitos mensais. 

Qual emprego ganha mais dentro das áreas que estão em ascensão?

Todo mundo que acompanha o mercado de trabalho sabe que a área de tecnologia, segurança da informação e programação são muito valorizadas atualmente. Veja uma lista com algumas profissões que estão cada vez mais em alta e oferecem ótima remuneração:

 

  • Engenheiro de confiabilidade de sites;
  • Engenheiro de dados;
  • Especialista em cibersegurança;
  • Representante de desenvolvimento de negócios;
  • Gestor de tráfego;
  • Engenheiro de machine learning;
  • Pesquisador em experiência do usuário;
  • Cientista de dados;
  • Analista de desenvolvimento de sistemas.

 

Saber qual emprego ganha mais é uma informação relevante para entender o funcionamento atual do mercado de trabalho. Contudo, ela não deve ser o seu principal guia motivacional para escolher uma carreira.

 

É necessário ter aptidão ou identificação com a área desejada. Por exemplo, uma pessoa que não gosta de usar matemática e tem dificuldade com raciocínio lógico, terá mais dificuldade para iniciar uma carreira em áreas mais hards de tecnologia.

 

Ao mesmo tempo, uma pessoa que não gosta de biologia e tem mais inspirações artísticas vai se desenvolver melhor em uma carreira criativa do que na área de medicina.

 

É fundamental olhar para si e buscar compreender quais áreas temos interesse em explorar e aprofundar. Então, a tarefa de aliar isso a uma profissão bem remunerada se torna mais fácil.



Vagas de emprego


Sobre o autor

Gisele Mendes - Marketing - Divulga Vagas
Gisele Mendes

Marketing - Divulga Vagas
 www.divulgavagas.com.br




Scroll to Top

PUBLICIDADE