Nutricionista esportivo: Vagas, o que é e quanto ganha

COMPARTILHE!
Nutricionista esportivo: Vagas, o que é e quanto ganha



O que veremos neste artigo

O que faz um nutricionista esportivo? Quais são as principais diferenças de atuação entre esse profissional e um nutricionista clínico?

O que faz um nutricionista esportivo? Quais são as principais diferenças de atuação entre esse profissional e um nutricionista clínico? Entenda melhor sobre as suas atribuições e como é a demanda de vagas e remuneração no mercado de trabalho.

O que é nutrição esportiva?

É uma área da nutrição que se dedica a fazer programas alimentares para a obtenção de bons rendimentos em práticas esportivas e atividades físicas.

 

Para quem tem uma rotina de treinos esportivos intensa, a alimentação é um dos pontos mais importantes. Por isso, é importante elaborar uma dieta que se encaixe à rotina do atleta e funcione de forma correta para o seu organismo e metabolismo. 

 

Por essa razão, a nutrição esportiva é uma especialidade muito relevante dentro da área da nutrição. A elaboração desse tipo de dieta exige conhecimentos aprofundados sobre diversos fatores, de modo a obter um ótimo desempenho de forma global. 

 

No Brasil, esse segmento está bastante aquecido. Desde 2016, a Abenutri observa um crescimento vertiginoso no setor. Isso se relaciona bastante ao número grande (mais de 28 milhões) de praticantes de atividades físicas e esportivas em nosso país. 

Como se tornar um nutricionista esportivo?

Para se tornar nutricionista esportivo, é necessário estar formado em curso de ensino superior e fazer especialização em uma instituição reconhecida pelo MEC. A carga horária deve ter, no mínimo, 360 horas.

 

É fundamental que antes do ingresso, o interessado veja as avaliações do curso, se a grade de disciplinas contém todas as áreas de conhecimento recomendadas e quem é o corpo docente. O local deve ter um bom reconhecimento na qualidade do ensino!

 

Essa área de especialização não é restrita apenas aos nutricionistas graduados. Assim, profissionais de outras áreas da saúde como médicos, biomédicos, enfermeiros, farmacêuticos e até mesmo educadores físicos podem se especializar na carreira. 

 

Para isso, é necessário cursar a especialização ou pós-graduação em Nutrição Esportiva. O curso é amplamente ofertado em diferentes instituições de ensino superior do país, tanto na modalidade presencial quanto em EaD. 

Onde um nutricionista esportivo pode atuar?

Seu meio de atuação é bastante eclético. Então, o profissional pode trabalhar em consultórios clínicos particulares, hospitais, clínicas de saúde, academias de ginástica, clubes esportivos ou ainda fazer acompanhamento particular e individual de pacientes.

Qual a diferença entre um nutricionista esportivo e um nutricionista clínico?

O nutricionista clínico é um profissional que atende pacientes de forma mais generalista, englobando diversas áreas da nutrição. 

 

Já o nutricionista esportivo tem uma formação específica para atender as necessidades de atletas de diferentes modalidades esportivas, assim como os praticantes de atividades físicas. 

O que faz um nutricionista esportivo?

De modo geral, a atuação de um nutricionista esportivo deve se dividir entre a parte de elaboração e estudo das estratégias e o acompanhamento dos resultados. 

 

Portanto, uma das principais funções é realizar atendimentos e consultas com seus pacientes. Nesse momento, o profissional deve fazer os questionamentos necessários para a elaboração de um plano alimentar específico para a pessoa. 

 

Por essa razão, habilidades de comunicação são muito importantes para exercer essa profissão, visto que o contato com os pacientes é constante. 

 

O estudo recorrente de temas relacionados à rotinas e dietas alimentares é fundamental para o aperfeiçoamento das estratégias e programas prescritos pelo nutricionista. 

 

Assim, uma hora de consulta com um paciente pode se transformar em dias ou horas de pesquisas, análise de métricas físicas e elaboração de planos nutricionais. 

 

Quanto maior for a dedicação de cada profissional ao estudo e aperfeiçoamento na carreira, mais valorizado ele tende a ser no mercado de trabalho. 

Quais são as principais atribuições de um nutricionista esportivo?

Esse profissional pode ter múltiplas atribuições e responsabilidades em seu cotidiano profissional. Veja as principais abaixo:

Avaliar a composição corporal dos praticantes de atividades esportivas e físicas

Realizar a medição exata da quantidade de músculos e gorduras do corpo de cada atleta é essencial para elaborar uma estratégia que tenha como objetivo otimizar a performance esportiva. 

Definição de dieta específica

Com certeza, a dieta é um dos principais pilares do bom desempenho esportivo. Afinal, é através do alimento que o corpo consegue obter energia para desempenhar as atividades. Além disso, a alimentação correta é fundamental para a recuperação dos músculos. 

Prescrever suplementação

É comum que os atletas tenham necessidade de consumo de suplementos, para suprir a carência de vitaminas e minerais. Um nutricionista esportivo pode ser responsável pela prescrição desses suplementos e acompanhamento do desempenho do atleta. 

Criar planejamento de hidratações

Outra função essencial do nutricionista esportivo é estar atento ao nível de hidratação de um atleta. Isso porque o nível de transpiração de cada pessoa varia conforme o seu organismo. 

Mercado de trabalho para o nutricionista esportivo

Vivemos em um mundo onde os benefícios da prática de atividade física para a saúde e a longevidade são cada vez mais evidentes. Por isso, o potencial da área de nutrição esportiva é gigantesco.

 

Se engana quem pensa que a atuação se restringe aos clubes e centros esportivos. Cada vez mais, as academias de ginástica demandam esse tipo de profissional. 

 

Além disso, as consultorias particulares e o trabalho acadêmico são outras opções interessantes na carreira. 

Média salarial de um nutricionista esportivo

Uma consulta particular com um nutricionista esportivo pode custar entre R$ 50 a R$ 400, conforme o tipo de atendimento oferecido e o nível de experiência do profissional. 

 

A construção de uma imagem sólida no mercado de trabalho é algo que demanda tempo e que também envolve prestar serviços de qualidade e estar constantemente atualizado com as novidades do segmento. 

 

Por isso, os nutricionais esportivos podem ter rendimentos muito variáveis. Um profissional experiente, que seja muito valorizado, pode receber uma alta remuneração.

 

De modo geral, a média salarial de um nutricionista esportivo fica em torno de R$ 2600 a R$ 3900,00, para jornadas de trabalho de 40 horas semanais. Obviamente, os valores podem variar conforme o tipo de empresa e a região do país.  

Demanda de vagas

Uma rápida pesquisa em um dos principais portais de emprego do Brasil, indicou quase 200 vagas para a carreira de nutricionista esportivo. 

 

No entanto, é importante pontuar que boa parte dos profissionais que se especializam nesse ramo pretende atuar de forma autônoma, ou seja, ter seu próprio consultório ou realizar atendimentos particulares.



Vagas de nutricionista


Sobre o autor

Gisele Mendes - Marketing - Divulga Vagas
Gisele Mendes

Marketing - Divulga Vagas
 www.divulgavagas.com.br




Scroll to Top