Concurso da Defensoria Pública do estado de MG

COMPARTILHE!
Concurso da Defensoria Pública do estado de MG



O que veremos neste artigo

Grande oportunidade para profissionais de nível médio e superior completo do estado de Minas Gerais!

Grande oportunidade para profissionais de nível médio e superior completo do estado de Minas Gerais! A Defensoria Pública anunciou processo seletivo para a contratação de profissionais para vagas imediatas e também para formação de cadastro de reserva. Saiba mais no artigo abaixo!

Veja o edital da Defensoria Pública do estado de MG!

A Defensoria Pública do estado de Minas Gerais lançou edital de concurso público para a contratação de profissionais de nível médio e de nível superior. 

Os concursos da área do judiciário sempre são alguns dos mais aguardados pelos concurseiros por conta do ótimo agregado de remuneração e benefícios. 

Quantidade de vagas?

Ao todo, são oferecidas 85 vagas de preenchimento imediato para cargos de nível médio e nível superior em algumas áreas. 

Há reserva de vagas para pessoas com deficiência e pessoas pretas e pardas!  

Período de inscrições e execução

As inscrições estão vigentes desde o dia 22 de agosto e vão até o dia 20 de setembro até às 17h. 

A organização e execução do concurso ficarão sob responsabilidade da Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (Fundep). As inscrições devem ser realizadas pelo site da instituição

Taxa de inscrições

Os valores das taxas de inscrições são diferentes para as duas modalidades de cargo:

  • Taxa para cargos de nível médio: R$ 58,68;

  • Taxa para cargos de nível superior (assistente social): R$ 79,41;

  • Taxa para os demais cargos de nível superior: R$ 105,89. 

O último dia de pagamento da taxa de inscrição é o dia 21 de setembro, até às 17h. 

Quais são os cargos previstos neste concurso público? Veja mais informações sobre cada um deles. 

Todos os cargos oferecidos no concurso são para vagas de preenchimento imediato. 

O cargo de nível médio é para a vaga de Técnico da Defensoria Pública do estado de Minas Gerais. A carga de trabalho semanal é de 40 horas e os vencimentos básicos são de R$ 2.934,34. 

Já o cargo de nível superior é para a vaga de Analista da Defensoria Pública do estado de Minas Gerais. No entanto, a diferença é que são previstas vagas para diferentes especialidades. São elas:

  • Administrador;

  • Contador;

  • Jurídico;

  • Psicólogo;

  • Assistente social.

O Analista na especialidade de assistente social tem uma carga horária diferenciada, de 30 horas semanais. Por conta disso, seus vencimentos básicos são de R$ 3.970,93.

Já os demais cargos de analista possuem carga horária semanal de 40 horas e vencimentos básicos de R$ 5.294,58.

A todos os cargos, tanto de nível médio quanto de nível superior, é acrescido o auxílio-alimentação, que tem valor fixado de R$ 1.978,00. 

Quais são as principais atribuições do cargo de Técnico e Analista da Defensoria Pública do estado de MG?

Ambos os cargos envolvem uma grande responsabilidade, tanto em sentido ético quanto no sentido de boa execução da função, visto que a Defensoria Pública é um órgão de extrema importância para a sociedade civil.

Então, o Técnico da Defensoria Pública deve estar apto a realizar diversas atividades que envolvam todo o tipo de suporte técnico e administrativo, tais como organização de documentação, gestão material e patrimonial, levantamento de dados, prover informações jurídicas, elaborar relatórios e atender ao público interno e externo.

Já os cargos de Analista, em suas diferentes especialidades, devem realizar funções relativas às suas qualificações, de modo a auxiliar o planejamento, execução, acompanhamento de programas e ações da Defensoria Pública, além da prestação de serviços aos Defensores e servidores em suas respectivas áreas de expertise. 

Como será a execução do concurso da Defensoria Pública do estado de MG?

O concurso possui uma única etapa para todos os cargos, que é a Prova Objetiva de Múltipla Escolha. A duração da prova para o cargo de Técnico da Defensoria Pública é de 4 horas e meia, com total de 70 questões. 

Enquanto isso, a prova para os cargos de Analista tem 80 questões e duração de 5 horas. Esses candidatos também devem realizar Prova de Redação, que deve ser elaborada com um mínimo de 15 linhas e máximo de 30 linhas.

É necessário que esses candidatos realizem tanto a prova de múltipla escolha, com preenchimento do cartão de resposta, assim como a prova de redação, no tempo previsto de 5 horas. 

Aplicação e data de realização das provas 

A realização da Prova Objetiva de Múltipla Escolha e da Prova de Redação está prevista para ocorrer no dia 15 de outubro, na cidade de Belo Horizonte, capital do estado.

No entanto, o local e horário de realização das provas será oportunamente publicado no Diário Oficial da Defensoria Pública do estado de MG, assim como em seu site oficial e no site da instituição executora do concurso público. 

Assim, os candidatos que realizarem suas inscrições devem ficar atentos para se programar com a devida antecedência, sobretudo àqueles que precisarão se deslocar de outros municípios. 

Quais são os conhecimentos exigidos para cada etapa?

As provas objetivas para os dois cargos possuem a mesma estrutura, que é o sistema de múltipla escolha. No entanto, elas apresentam diferenças em relação ao quantitativo de questões e aos conteúdos cobrados. Veja a relação abaixo: 

Prova Objetiva para o cargo de Técnico da Defensoria Pública:

  • Língua Portuguesa: 13 questões;

  • Informática: 7 questões;

  • Noções de direito: 10 questões;

  • Conhecimentos específicos: 40 questões.

Cada questão vale um ponto, totalizando 70 pontos.

Prova Objetiva para o cargo de Analista da Defensoria Pública:

  • Língua Portuguesa: 15 questões;

  • Noções de gestão pública e ética: 10 questões;

  • Noções de direito: 10 questões;

  • Conhecimentos específicos: 45 questões.

Cada questão vale um ponto, totalizando 80 pontos. A relação dos conhecimentos específicos cobrados para cada cargo pode ser verificada de forma detalhada no edital. 

Vale a pena fazer o concurso da Defensoria Pública do estado de MG?

Os concursos públicos da área do Judiciário são alguns dos mais concorridos e aguardados no universo dos concurseiros. Isso se dá pela ótima estabilidade e plano de carreira para os cargos, assim como pelas boas remunerações e benefícios agregados.

Contudo, isso faz com que esses concursos sejam bastante concorridos e tenham um número alto de inscritos, não apenas do estado de origem, mas até mesmo de outras partes do país.

Como geralmente os conteúdos programáticos dos concursos da área jurídica são os mesmos, há candidatos que estão se preparando há um bom tempo e só intensificam os estudos e realização de questões quando a realização das provas se aproximam.

Mas isso não é motivo para você, concurseiro de primeira viagem, deixar de prestar esse concurso. Ao contrário. Se você tem o objetivo de ser aprovado em um concurso desse tipo, quanto mais experiências de provas você acumular, melhor será o seu desempenho.

Isso porque outros fatores importantes, como administração do tempo de resolução da prova e controle emocional, contam muito em concursos públicos. 

Portanto, quanto mais experiência prática você tiver sobre essa vivência, mais fácil será aplicar a sua concentração e retenção de conteúdo no momento de realizar a prova. 

O concurso da Defensoria Pública do estado de MG ainda é uma excelente oportunidade para quem deseja fazer parte de uma instituição de prestígio, que cumpre um papel relevante de prestação de serviços à sociedade. 

Não perca tempo, comece a revisar seus conteúdos e resolver questões já! Boa sorte!



Vagas em Minas Gerais


Sobre o autor

Gisele Mendes - Marketing - Divulga Vagas
Gisele Mendes

Marketing - Divulga Vagas
 www.divulgavagas.com.br




Scroll to Top

PUBLICIDADE