Carteira de trabalho digital: o que é e como fazer

COMPARTILHE!
Carteira de trabalho digital: o que é e como fazer



O que veremos neste artigo

Você sabe como funciona a carteira de trabalho digital? Entenda mais sobre esse novo documento, quais as suas diferenças em relação ao modelo tradicional e veja

Você sabe como funciona a carteira de trabalho digital? Entenda mais sobre esse novo documento, quais as suas diferenças em relação ao modelo tradicional e veja como fazer a sua. 

Um documento essencial ao trabalhador

A Carteira de Trabalho e Previdência Social, também chamada pela sigla CTPS, é um algo fundamental para os trabalhadores brasileiros. É através dela que é possível visualizar todo o histórico profissional de um cidadão ou cidadã. 

 

Por muitos anos, a CTPS era física, com validade inclusive como documento de identificação. 

 

No entanto, a maioria das pessoas não costumava circular com ela por medo de perder. Afinal de contas, existe uma enorme burocracia para tirar a segunda via do documento.  

 

Recentemente, o governo federal criou uma versão digital da carteira de trabalho. Isso torna mais fácil para todos os cidadãos a apresentação e circulação do documento. Mas muitas pessoas ainda têm muitas dúvidas sobre seu funcionamento e forma de acessar. 

O que é a carteira de trabalho digital?

Basicamente, o documento é o mesmo. A única diferença é que na carteira digital todos os registros e histórico profissional do trabalhador estão inseridos no ambiente virtual. Sua funcionalidade segue idêntica.

Para que serve a carteira de trabalho digital?

De modo geral, ela veio para facilitar a burocracia que o trabalhador eventualmente tem de lidar. Isso porque a partir de sua criação o acompanhamento e solicitação de benefícios se tornou muito mais simples, além da verificação dos direitos trabalhistas. 

 

Assim, simplifica-se os processos, como a assinatura de carteira em novo emprego e acompanhamento de atualizações.

 

Por isso, o trabalhador só precisa ter acesso à internet para acessar a carteira digital via navegador ou por aplicativo para verificar seus direitos e processos. 

Como criar a carteira de trabalho digital?

O primeiro passo é fazer seu cadastro no site oficial do Governo Federal, caso você não tenha um. Após essa etapa, basta acessar o gov.br e localizar a aba referente ao assunto. 

 

Ao clicar na aba, uma janela vai abrir em seu navegador de internet. Um ponto importante é que alguns navegadores funcionam melhor que outros para acesso à sites do governo, portanto, verifique qual é o recomendado. 

 

Será, então, solicitado que você insira o número do seu CPF. O passo seguinte é criar uma senha. Caso você já tenha feito o cadastro, deve inserir a senha que fez anteriormente. 

 

Após a realização do cadastro ou acesso à conta, você será direcionado para uma nova janela, onde diferentes opções de acesso vão aparecer. 

 

Uma delas será a opção de abertura da CTPS, no item “Carteira de Trabalho Digital.” Depois disso, você já consegue acessar o documento no ambiente virtual. 

Acesso a carteira digital por aplicativo

Uma outra opção é fazer o acesso a sua carteira de trabalho digital pelo aplicativo oficial da funcionalidade. O download do aplicativo é gratuito e está disponível para Android e iOS.

 

Se você não tiver realizado ainda o cadastro, pode criar sua conta diretamente pelo aplicativo. Basta inserir os dados solicitados e depois navegar pelo app para acessá-los, conforme as indicações. 

Qual é o número do documento digital?

A carteira de trabalho digital possui o mesmo número do CPF. Assim, quem está em vias de contratação por uma empresa, só precisa apresentar esse dado. 

 

No entanto, para quem realiza a contratação, é importante verificar algumas informações específicas. Todas elas estão disponíveis no eSocial. 

 

Essa questão do número é uma diferença grande em relação ao documento físico. Isso porque na CTPS tradicional há um número e um informativo sobre a série da carteira. 

Como alterar meus dados na carteira digital?

Se as informações incorretas forem o nome ou dia de nascimento, é necessário acessar os portais da Receita Federal e INSS para realizar as alterações. Contudo, é bastante simples o procedimento.

 

Para fazer a correção dos dados na Receita, é preciso entrar no site oficial da instituição. Então, procure o item relativo ao CPF e selecione qual das opções você deseja alterar. Em seguida, basta substituir as informações.

 

A correção de dados do INSS também é feita na página oficial da instituição, Meu INSS. Lá, você deve procurar o item “Agendamentos/Solicitações”, e fazer seu login. 

 

Em seguida, precisa clicar em “Novo Requerimento”. Na sequência, procure o item de “Atualização dos Dados Cadastrais.” 

 

Fazendo o mesmo procedimento anterior, basta substituir as informações incorretas pelos dados certos. É importante registrar que a alteração dos dados deve ser feita nos registros de ambas as instituições, para que o sistema federal faça a sincronização correta do seu cadastro. 

É possível alterar os dados relativos aos meus trabalhos?

Sim, inclusive, você deve fazê-lo caso as informações sobre a empresa na qual você trabalha estejam incorretas. 

 

No entanto, nessa situação, não é o trabalhador quem realiza as alterações. Você deve solicitar ao setor ou profissional de Recursos Humanos da empresa onde trabalha que realizem as alterações no eSocial. 

 

Se os dados de empregos anteriores estiverem errados, você deve aguardar antes de iniciar qualquer procedimento. Isso porque os bancos de informações são atualizados de forma constante, portanto, o próprio sistema identifica as incongruências e faz as alterações. 

Posso substituir minha carteira de trabalho impressa pela digital?

Sim, inclusive, a criação do documento digital ocorre com essa intenção. No entanto, a ideia é que o trabalhador passe a acompanhar seus processos e solicitações pela carteira de trabalho digital. Não necessariamente que descarte a versão física do documento. 

 

A recomendação da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Governo Federal é de que as pessoas que já possuem a CTPS física guardem seu documento. 

 

Isso porque pode haver uma demora no sistema digital em exportar os dados de experiências de trabalho muito antigas. Assim, a visualização da carteira de trabalho digital pode não conter todas as informações profissionais da pessoa.

 

Portanto, para quem já trabalha há bastante tempo, o documento físico ainda é um importante comprovante do tempo de trabalho. 

 

Ao mesmo tempo, é altamente recomendável que todos os trabalhadores façam sua CTPS digital. Ela simplifica muito diversos processos e consultas que o trabalhador precisa fazer, então, siga as dicas desse artigo e faça a sua.



Vagas de emprego


Sobre o autor

Gisele Mendes - Marketing - Divulga Vagas
Gisele Mendes

Marketing - Divulga Vagas
 www.divulgavagas.com.br




Scroll to Top