O documento é uma representação visual de toda a organização da empresa

O organograma é uma ferramenta fundamental para a gestão de um negócio e de equipes, uma representação gráfica da estrutura da empresa. Ele traça as linhas de hierarquia que serão adotadas e mostra a lógica que rege os departamentos. Além disso, ajuda com que as lideranças tracem estratégias de cargos, funções e salários para todos. 

Deve, portanto, fazer parte do planejamento estratégico da companhia e ser revisto a cada momento em que esse planejamento é redefinido. Por meio dele, fica claro quem é responsável por quais entregas e áreas.  Com o organograma,  pode-se esclarecer a qual nível cada profissional deve prestar contas. 

 O organograma deve conter os cargos existentes na corporação, desde o CEO e vice-presidentes a analistas e estagiários. 

Aqui, os principais modelos e como fazer cada um deles:

Principais modelos

Clássico
O modelo clássico é um documento visualmente vertical e coloca o presidente ou CEO no topo da pirâmide. Abaixo, aparecem diretores, como o comercial, o administrativo ou o técnico, depois os gerentes e suas equipes.

Horizontal
Semelhante ao clássico no que diz respeito à hierarquia, mas a estruturação é feita para a lateral, e não de cima para baixo. O intuito é mostrar que as relações de poder têm menos importância, sem que se perca a ideia de organização.

Circular
Nesse modelo, a relevância do trabalho em equipe é acentuada ao expor os cargos lado a lado em forma de círculo. No centro do círculo está o CEO ou presidente, e o restante da hierarquia caminha para as extremidades da figura.

Setorial
Como o nome indica, é a versão do organograma feita por setor da empresa. Ele é adequado para grandes corporações.

Matriz
O organograma matricial é um modelo que representa a estrutura das organizações que não apresentam uma definição clara de suas unidades funcionais. Esse modelo oferece grande flexibilidade estrutural. Ele permite uma organização mais flexível dos cargos e funções dentro da empresa, indicando a hierarquia dentro dos projetos em execução.

Como fazer?

Estudo das funções
É necessário fazer um mapeamento de todas as funções dentro da empresa. Você precisa entender o funcionamento da empresa por completo para colocar no documento quais são as funções desempenhadas por cada colaborador e como elas se posicionam na construção de resultados da equipe e da empresa. O que pode facilitar essa tarefa é um acompanhamento das rotinas dos times, incluindo entrevistas com os profissionais e com os gestores.

Quem são os líderes?
Pontue os responsáveis pelas estratégias e pelo direcionamento das ações. Além disso, recomenda-se conversar com esses profissionais em posição de liderança para entender quais são suas responsabilidades.

Checagem
Confira se as informações estão corretas com os gestores das equipes e com o setor administrativo. Compartilhe essa estrutura com todos os profissionais da empresa.

Dicas valiosas

Separe os níveis por cores diferentes
Use plataformas como o Trello ou Google Docs para facilitar o acesso ao documento
Conte com profissionais externos que tenham especialização no assunto e fiquem responsáveis pela identificação das funções
Reveja organogramas antigos da empresa para entender como o funcionamento da organização mudou
Integre os funcionários ao processo de elaboração
Preocupe-se em apresentar as informações de forma clara e objetiva.

FONTE: https://forbes.com.br/carreira/2022/07/organograma-o-que-e-e-como-elaborar-o-da-sua-empresa/