Ao se preparar para reuniões de negócios, eventos de networking e outras interações profissionais, você pode se sentir um pouco ansioso, após meses em quarentena e distanciamento social. Depois de se comunicar por meio de ferramentas de videoconferência por tanto tempo, com fundos engraçados e animais de estimação interrompendo e aliviando o clima, pode não parecer “normal” estar de volta a uma sala lotada ou a uma reunião formal.

Em um esforço para tornar sua transição mais fácil, procurei empresários e líderes empresariais para saber como eles estão fazendo o ajuste. Aqui está os seus conselhos:

1. Respeite os níveis de conforto das outras pessoas

Todos responderão de maneira diferente aos eventos presenciais. Alguns dos membros da sua equipe ficarão ansiosos por um aperto de mãos, abraçar amigos e estar no mesmo espaço pela primeira vez, depois de uma eternidade. Outros podem querer manter distância, considerando novas variantes de vírus. Respeitar a escolha individual é a chave para a construção de relacionamentos de sucesso.

Você também deve tomar precauções antes, durante e após as interações pessoais. Certifique-se de lavar as mãos com frequência e siga as diretrizes de saúde atuais. Se você está planejando organizar um evento, monitore os participantes quanto aos sintomas, forneça locais de lavagem e desinfecção das mãos e determine que qualquer pessoa sintomática deve comparecer virtualmente.

Duane Spires, CEO da empresa de consultoria Success Team Coaching, organizou com sucesso vários eventos presenciais para 100 a 300 pessoas desde o ano passado. “À medida que o mundo se reabre, há uma oportunidade muito emocionante para que as pessoas vivenciem o poder estimulante da construção de relacionamentos pessoais novamente”, diz Spires. “Seguir este conselho lhe dará a confiança para promover reuniões e eventos incríveis, e você verá seu negócio e sua vida alçarem ao próximo nível!”

2. Seja prestativo na construção de relacionamentos

Em uma pesquisa da Harvard Business Review Analytic Services, 95% dos entrevistados disseram que as reuniões cara a cara eram essenciais para construir e manter relacionamentos de longo prazo. Conforme você forma novos relacionamentos e reacende os existentes, é importante ser prestativo.

Todo mundo sabe ser educado, mas é difícil estar totalmente presente quando você sente que seu tempo deveria ser gasto em outro lugar. Se você deseja construir relacionamentos valiosos, precisa dar aos outros o tempo e a atenção que eles merecem. Nick McLean, fundador da Four Pillars Investors, empresa de private equity do meio-oeste americano, sabe que a construção de relacionamentos é a chave para o sucesso dos negócios.

“Meu primeiro trabalho fora da escola foi em consultoria”, diz ele. “Semana após semana, o cliente pagaria todas as despesas de viagem da equipe do projeto para trabalhar cara a cara com o cliente. Isso me impressionou. Avançando para os dias de hoje, alguns diriam que nosso negócio é formar parcerias. Podemos fazer nosso trabalho sem construir relacionamentos pessoais, mas sentimos que essa é a saída mais fácil. Uma vez que alguns de nossos concorrentes não farão um esforço para se encontrar pessoalmente, isso nos permite nos diferenciar.”

3. Seja genuíno e atencioso

Bert Cattoor, fundador e CEO da empresa de mapeamento móvel e aprendizado de máquina Geckomatics, acredita que o que você ganha com os relacionamentos é igual ao que você investe. “Em tempos pós-pandêmicos, reservar um tempo para se encontrar fisicamente é generoso. Certifique-se de prestar atenção ao que é importante para uma pessoa que você está encontrando, e se você pode dar valor, isso constrói uma rede onde o valor mais cedo ou mais tarde retornará a você. Dê conselhos, abra sua rede para apresentar pessoas interessantes e reserve um tempo para ouvir.”

Ao decidir onde (ou como) se encontrar, pondere suas opções: Você está se encontrando com clientes importantes? Reserve um tempo para conhecê-los cara a cara, para que vejam como o relacionamento é importante para você. Você está agendando uma reunião recorrente com seus colegas de equipe? É normal ser flexível, mas não se esqueça do impacto que as interações pessoais têm. E não importa se você se encontra online ou pessoalmente, certifique-se de considerar as necessidades da outra pessoa.

4. Procure se divertir

Jeanine Smith, CEO da empresa de mídia Sorority Records, diz que a pandemia a ensinou a apreciar as liberdades básicas que ela considerava garantidas antes da quarentena. Como resultado, ela está focada na diversão, enquanto o mundo finalmente entra na era pós-pandemia. Sua recomendação? Não converse sobre você, se quiser manter as coisas leves e causar uma boa impressão.

“Certifique-se de deixar claro que todos estão passando por algo, para que ninguém esteja totalmente focado em você”, diz ela. “A melhor coisa que pode fazer é relaxar e ser legal ao conhecer alguém. Ninguém quer o seu estresse quando tem o próprio.”

Para reconstruir relacionamentos antigos e formar novos, certifique-se de se concentrar em dar. Quando você ajuda outras pessoas, você cria a base para um relacionamento que pode durar por toda a vida. Deixe as pessoas à vontade com a sua presença e sempre dê antes de tentar pedir qualquer coisa.

5. Seja criativo e saia da sua zona de conforto

Patrick Casey, gerente de operações financeiras da empresa de materiais para jardins Arqlite, está animado para construir novamente relacionamentos à moda antiga. “Esta é uma excelente oportunidade para encontrar um terreno comum com as pessoas e construir conexões autênticas”, diz Casey. “Não se pode afirmar categoricamente que o mundo em que estamos reentrando está em suspenso há mais de um ano, e que algumas partes do mundo estão lidando com circunstâncias totalmente diferentes — não tome isso como certo!”

As interações pessoais evoluem organicamente, geram confiança e ajudam você a conhecer as pessoas mais rapidamente. Um cliente curioso que entra pela primeira vez pode fazer um tour improvisado pelas instalações e sair com uma impressão do profissionalismo de sua empresa e a sensação de que recebeu um tratamento especial. Esses momentos poderosos não podem acontecer por meio do compartilhamento de uma tela.

6. Priorize empatia e flexibilidade

“O ano passado reforçou a importância de ter empatia por todos”, diz Tom Hickman, diretor de desenvolvimento de negócios da empresa de transformação digital Chainyard. “Por meio da empatia, é possível construir relacionamentos sólidos — tanto pessoais quanto empresariais. Em todo o mundo, nossos clientes estavam sofrendo e, ao mostrar que realmente nos importamos com eles e suas famílias, pudemos construir um vínculo ainda mais profundo. Independentemente de onde estamos, todos nós sofremos de alguma forma. A pandemia revelou muito quem somos e o que é mais importante em nossas vidas ”.

Hickman acredita que existe uma maneira fácil de aplicar essas mesmas lições em um ambiente onde as interações pessoais estão voltando: ouvindo. Ouça seus funcionários e seus desejos para o futuro do trabalho em sua empresa. Ouça seus clientes e ouça o que eles mais precisam de sua organização. Ao ouvir, você aprende e pode aplicar esses insights e desafiar as formas tradicionais de fazer negócios.

No entanto, não espere uma transformação do dia para a noite. A mudança leva tempo e todos os envolvidos precisarão ser pacientes com as evoluções dos negócios. Com isso em mente, Hickman recomenda a comunicação contínua. Quando todos estão na mesma página, o progresso é mais óbvio, mesmo quando ela ocorre em um ritmo modesto.

O mundo dos negócios mudou nos últimos 18 meses. Embora algumas coisas nunca mais serão as mesmas, o retorno das interações pessoais é uma perspectiva empolgante. Para começar a reconstruir relacionamentos, procure seguir os conselhos desses líderes empresariais.

 

FONTE: https://forbes.com.br/carreira/2021/07/7-dicas-para-reconstruir-relacionamentos-pessoais-no-trabalho/